segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Minha playlist atual # Johnny Hollow, Melanie Martinez, Halsey, Oasis



Continuando a desvendar o Spotify - porque uma banda leva a outra e por aí vai - esse mês rolou umas coisinhas, desde j-rock - que é bastante escasso por lá, infelizmente -, continuando na peregrinação pela steampunk music, passando pelo indie rock de uma participante do The Voice americano, com uma pequena pausa numa música-tema de filme, e por fim na trilha sonora quase que perfeita para um livro



Começando de onde a minha procura anterior me deixou, Johnny Hollow é uma banda do gênero de Darkwave, gothic, eletronic, poprock que aparece em listas sobre steampunk music não traz tantos os elementos que ouvi em Abney Park ou Emilie Autumn, mas tem lá suas peculiaridades. Com vocal predominante feminino, traz a faixa "Die for Love" com uma introdução falada a uma faixa que você não dá muita atenção até pelo seus dois minutos e pouco iniciais. "Stranger" talvez seja sua música mais famosa junto de "People Are Strange". Das treze músicas que compõem seu 'único álbum' de acordo com o Google - no Spotify tem disponível mais dois álbuns: "A Collection of Creatures", com 16 faixas, das quais eu consegui salvar cinco, visto que sua sonoridade é um pouco diferente. "Firefly", sua oitava faixa tem o único videoclipe que consegui achar, e acredito que ele traduza tudo o que a banda é, esquisita e um tanto bizarra; recentemente a banda disponibilizou o álbum "The Mongrel Mixes" que a uma primeira vista parece ser um álbum de mixes (a vá) -, "Superhero" se tornou a minha preferida, o tipo de música que você deixa no repeat até enjoar. É fácil imaginá-la tocando num filme de super-heróis (de preferência da Marvel, visto que são mais perto da realidade).


Melanie Martinez é aquela tipo de artista que te atrai só pela aparência, como ter um cabelo de duas cores ao estilo Cruella de Vil dos 101 dálmatas. De acordo com o wikipédia, sua voz é classificada como soubrette (que eu não vou poder explicar aqui porque eu não entendi ele). Seu único álbum - se desconsiderarmos o extended play, os nove singles publicados pelo The Voice e cinco single autorais -, "Cry Baby" traz 16 faixas que ficam de boas no repeat, especialmente as oito primeiras faixas (tirando a quarta, que eu não curti muito). Eu classificaria a voz de Melanie como entediada, bem como sua atuação nos videoclipes, especialmente na metade final de "Dollhouse". Ao ouvi-la continuamente, cheguei a conclusão que ela não precisa esforçar muito sua voz, o que é bom para os ouvidos. De acordo com ela própria, o disco "Cry Baby" 'é como um livro de histórias sobre uma criança para adultos'. Seu estilo musical tem como base gêneros independentes como o indie folk e pop alternativo e ela foi uma participante da terceira temporada do The Voice. Destaco as músicas "Pity Party" (a minha preferida) - que ao que consegui perceber trata sobre uma festa de aniversário decepcionante sem convidados -, "Alphabet Boy", "Dollhouse" entre outras. Tirando "Carousel" (que eu acabo sempre pulando) todo o álbum "Cry Baby" é ótimo de se ouvir.


Vindo diretamente do filme O Caçador e a Rainha do Gelo, que trouxe aquele sentimento "da onde conheço essa música", Halsey é a responsável pela música-tema "Castle", que tem até clipe inspirado no filme. Halsey apareceu em algum momento na playlist "Descobertas da Semana" e no próprio Spotify está relacionado a Melanie Martinez, trazendo uma melodia parecida. O único álbum disponível é o "BADLANDS" que possui versão deluxe e as faixas em si não são ruim. Sua voz possui um tom que pode até ser mais agradável de ouvir e as únicas faixas que consigo destacar do álbum são a já citada "Castle", "New Americana" e "Colors" - que tem clipe e parece ser a mais famosa da artista. "Ghost" foi a música que me fez conhecê-la... mas ela é meio meh.


E para finalizar o texto, durante a leitura de Férias! de Marian Keyes, a protagonista cita em algum momento Oasis, que bastou para que eu simplesmente sentisse vontade de ouvir a banda - que aliás, casa direitinho com o livro -, que acabou em 2009 (pelo que me lembro) devido a uma briga entre os irmãos Gallagher (informação carece de fontes, mas que eles tinham brigas constantes é fato). Quem já ouviu a banda sabe que não é difícil gostar de suas músicas, sendo ela uma das bandas bem sucedidas britânicas da história. A mais famosa do grupo com certeza é "Wonderwall" do álbum "(Waht's the Story?) Morning Glory?", que foi remasterizado. A playlist que eu criei foi baseada nas populares, da quais eu destaco "Don't Look Back in Anger", "Stand by Me", "Morning Glory" e a minha preferida (que basicamente eu já sai cantando da primeira vez que ouvi) "Stop Crying Your Heart Out", que se deixar, fica no repeat. Creio que todos os álbuns do Oasis estejam disponibilizados no Spotify - alguns remasterizados - e é uma pena que a música "Lyla" do álbum "Don't Believe the Truth" esteja indisponível.


O Spotify tem muitas coisas a oferecer. Mas ficar no free pode ser bastante limitado e estressante. Por exemplo, você só consegue ouvir as músicas no modo aleatório e precisa ouvir comerciais (irritantes) durante a execução de alguma música - a não ser que você tenha sorte e ouça o comercial que te dá 30 minutos sem comerciais. Enfim, com o Premium você tem 100% do que o aplicativo pode te oferecer, além de te proporcionar novas experiências musicais, principalmente se você está cansado da mesmice da sua atual playlist. O app também oferece uma playlist escolhida pelo próprio aplicativo baseado nas músicas que você ouviu durante a semana.


Aperte o play!

Antes que alguém comente, não, não estou escrevendo esse post para divulgar o aplicativo porque tenho parceria com ele. Eu simplesmente dei a sorte de ter alguém que me colocou no plano familiar. E como a pessoa está pagando, estou aproveitando. 

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Essa lista estar com tudo, tenha uma semana abençoada. obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir

Já que você teve paciência para ler tudo, que tal deixar sua opinião?

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Além dele ser o alimento deste blog, sua opinião é muito importante!

Argumente, critique e opine sobre o post que você acabou de ler.

Por favor, nada de palavras de baixo escalação, não será levado em conta.

Estou tentando responder os comentários aqui mesmo, mas visitarei sempre os respectivos blogs.


Para saber mais ou caso queira sugerir algo, acesse a Fanpage ou ou através do e-mail naty.wonderland@gmail.com

Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...