quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Esquadrão Suicida: quando eu concordo com a crítica

Dividindo opiniões parte 2



E depois das ácidas críticas da mídia especializada e de dividir, mais uma vez, o fandom da DC, a Warner conseguiu mostrar que ainda não se decidiu com relação ao estilo de seus filmes. E, tentando agradar à todos, temos Esquadrão Suicida, que deveria ter ficado do jeito que estava - e antes que falem algo, o texto antes e à seguir resume somente a minha humilde opinião.

Esquadrão Suicida é aquele filme que me deixou em dúvida: ele pode até ser bom, mas acabei vendo mais pontos negativos do que positivos e sim galera, dessa vez eu dou voz e razão a crítica especializada, ela não está exagerando.


Seu enredo traz os piores vilões da DC, que são obrigados a executar missões a mando do governo - mas precisamente de Amanda Waller (a verdadeira vilã). Nas HQs (pelo que eu fiquei sabendo), o Esquadrão Suicida foi criando para executar as piores missões, aquelas que pegaria mal se fosse executada pelos mocinhos e para conseguir que os vilões cooperem, eles instalam uma coleira (no filme foi um microchip em baixo da pele) que exploda caso eles resolvam desobedecer - sem contar que tem suas penas reduzidas dependendo do trabalho.

Por ser o terceiro filme do tal Universo Estendido DC, o filme já começa na pegada do final do Batman vs Superman: Origem da Justiça com a morte do Superman. Sem o Homem de Aço, quem irá proteger a humanidade? Os vilões. E é claro que o governo não cedeu tão fácil (afinal, são os caras maus) e é aí que temos uma ideia de como Amanda Waller pode ser. E sim, eu considero ela a maior vilã do filme. E é até plausível, já que os próprios super-heróis estão ocupados fazendo sei-la-o-quê (o Batman está recrutando a Liga da Justiça, enquanto a Mulher Maravilha está se preparando para seu filme solo... desculpe, não resisti).

O filme traz uma ideia legal, mas o diretor e roteirista David Ayer tropeçou bonito quando tenta atender aos pedidos dos fãs de super-heróis atuais, inserindo humor (que ficou forçado em muitas cenas) no filme - porque BvS foi sério demais -, sem contar que o filme seria uma resposta aos filmes da Marvel, fazendo com que Esquadrão Suicida seja apenas uma cópia malfeita.

Isso te lembra algo?

E sei não, mas penso eu que os fãs de super-heróis (sejam eles marvetes, decenautas, o diabo a quatro) precisam entender que Marvel é Marvel e DC é DC; enquanto a primeira consegue - inclusive em suas revistas -, trazer uma pegada mais leve e algumas jogadas de humor, logo não fica difícil transportar isso para os cinemas; enquanto a outra é séria, a coisa não funciona bem assim. Acredito que a Warner precisa e logo, definir um estilo para os seus filmes, que faça com que os fãs possam comentar sobre seus filmes e não ficar de mimimi (como estou fazendo agora) por aí. Sério que é o Zack Snyder que vai dirigir o Liga da Justiça?

A pior parte de tudo é que em Esquadrão Suicida, o diretor e roteirista deu um tiro muito no escuro, quando tentou agradar à todo mundo com o filme. Quer humor? Vai ter humor (mesmo que seja em algumas partes seja forçado); Quer coringa? Tem Jared Leto, mesmo que a personagem não convença; Quer fanservice? Vai ter Margot Robbie com shortinho e vamos ainda desnecessariamente diminui-lo mais digitalmente; Quer cenas de ação como as vistas em BvS? Tem Magia; Quer vilão? Coloca Viola Davis que consegue ser pior que os caras maus (do seriado How to Get Away With Murder) que tá tudo resolvido (porque a atriz é boa) e por aí vai.

Não sei aonde Esquadrão Suicida realmente errou. Mas o marketing em cima de um personagem que aparece tão pouco como o Coringa, quando se tem um Pistoleiro ou mostrar uma coisa no trailer e depois excluir é desiludir os fãs, que vão ao cinema para ver aquela cena junto com todo o contexto, tanto que essa questão levou até um fã a processar a Warner pro propaganda enganosa.

Infelizmente, o filme não conseguiu mostrar o que todos que leem os quadrinhos (que já vou avisando, não é meu caso) queriam ver, já que o vilão principal (que não é a Amanda Waller) poderia muito bem ter sido derrotado pelos heróis. Cadê a missão suicida? Se bem que lutar contra uma ser mistico como a Magia é suficiente suicida já.


A trilha sonora é outra coisa que deixou bastante a desejar. Se por um lado, o segundo trailer enalteceu bastante essa parte com Bohemia Rapsody do Queen, por outro dá a impressão que as músicas foram colocadas aleatoriamente e de qualquer jeito, igual fizeram com Demolidor do Ben Afflet (que dá a impressão que alguém lá é bastante fã de Evanescence). Eu ouvi a trilha sonora via Spotify enquanto escrevia o rascunho desse texto e poxa.

Por mais que o filme seja mais negativo do que positivo, ele se torna diferente quando mostra o lado "humano" dos vilões - seja por eles gostarem de fazer aquilo, seja por terem feito algo do qual se arrependam, seja pelo amor que sentem por outra pessoa, seja por n motivos -, do qual inclusive traz uma das cenas mais legais de se ver (aliás, você já viu vilões tomando uma porque ficaram na bad?). Legal por mostrar que até os piores dos piores conseguem trabalhar juntos e num primeiro momento se dão mais bem do que os próprios Vingadores.

Nem preciso falar que curti bastante a Arlequina do filme (e continuo achando desnecessário diminuir o shorts para uma calcinha), que foi a personagem mais explorada do esquadrão (seguido pelo Pistoleiro), com direito a origem da personagem e seu amor psicótico pelo Coringa (que mostrou uma relação bastante light), e uma justificativa pra loucura da personagem. O Pistoleiro foi outro que teve bastante destaque, e a atuação do Will Smith ajudou bastante.

Por sua vez, falar das outras personagens fica meio difícil, uma vez que estas foram desenvolvidas superficialmente, como por exemplo, a espada da Katana que teve mais destaque do que a própria personagem ou Bomerangue, que não fede nem cheira, dando suporte mais ao desenvolvimento do Diablo do quê dele próprio; Amarra apareceu para falar "é isso que vai acontecer se vocês desobedecerem"; a Magia eu prefiro seu primeiro visual; Coringa é um que deixou a desejar e fica meio difícil não compará-lo ao eternizado Coringa de Heath Ledger, uma vez que parecia que Jared Leto estava criando seu personagem à partir dele. Espero que ele consiga se desenvolver melhor nas próximas produções, há tanto potencial (creio eu).


Quiseram fazer um filme legal que agradasse à todos, mas Esquadrão Suicida acabou sendo um filme muito mais ou menos (com ênfase no menos). É como me disseram: "quer assistir ao filme? Desligue o cérebro e boa sessão". 

Se eu fosse dar uma nota (de zero a dez), Esquadrão Suicida teria quatro. É bom, mas poderia ter sido melhor. E cadê a primeira versão do filme? Vão lançar em DVD?

E eu fico no aguardo pelo filme da Mulher Maravilha... que as coisas que aparecem no primeiro trailer estejam na pós produção. Amém.

Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Por coisas assim que eu quero e não quero filme das Sereias de Gotham. Eu achei bizarro que transformaram o preto da Harley em azul. Vejo uma garota propaganda da Pepsi. Eu não vi o filme ainda, devo esperar pra ver no Netflix, pq a grana tá curtissima :X E com a maioria falando q tá mais ou menos, prefiro esperar e ver um filme q eu realmente queira.

    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um filme das Sereias de Gotham seriam o máximo para o fanservice entrar em ação, mas pode ser que fique bom (o trailer da Mulher Maravilha é uma boa opção)... garota propaganda da pepsi. Não tinha pensado nisso. Mas ela e o Pistoleiro tiveram bastante destaque.

      Excluir
  2. Ouvi tanto, mas tanto desse filme que tirei ele da minha lista porque olha dinheiro está escasso na minha carteira e eu tenho aquela lista de livros eternaaaaaa sabe... E a critica especializada e nada para mim são a mesma coisa, mas quando pessoas cuja opinião acompanho a tempo dizem que o filme é mais para menos... já penso se vale a pena deixar de comprar um manga para ir vê o filme!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que coisa, estou sendo mais credibilizada que as pessoas que são pagas para isso. Hohohoho... Mas dessa vez eu dou credibilidade à eles. Eles não estão exagerado. kkkkk
      Se tivessem deixado o filme como estava antes de BvS, o resultado poderia ter sido outro (já prevejo o Bluray com x minutos de cenas deletadas)...

      Excluir
    2. Acredita que no fim acabei indo vê o filme! Meu primo pagou o ingresso e o lanche!!! Nem preciso dizer que você estava certíssima em tudo que disse sobre o filme!!! Confesso que o melhor da sessão foi a companhia do meu primo que é realmente uma pessoa excelente!

      Excluir

Já que você teve paciência para ler tudo, que tal deixar sua opinião?

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Além dele ser o alimento deste blog, sua opinião é muito importante!

Argumente, critique e opine sobre o post que você acabou de ler.

Por favor, nada de palavras de baixo escalação, não será levado em conta.

Estou tentando responder os comentários aqui mesmo, mas visitarei sempre os respectivos blogs.


Para saber mais ou caso queira sugerir algo, acesse a Fanpage ou ou através do e-mail naty.wonderland@gmail.com

Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...